segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Vagando em ilusões

Na utopia de entender meus próprios sentimentos me perco nos meados das frases, sem nem entender o inicio nem o fim, sem nem saber no que estou certo nem no que estou errado, me acabo em desprezos do meu ser.
Em cada frase que encontro a palavra amor, sou levado para mais outra ilusão, querendo criar resposta para o que não sei a pergunta. Minha lucidez é questionável, existe apenas uma sintonia entre eu e a escuridão.
Isso tudo torna meus desejos anojáveis, isso tudo torna meu coração em uma semente morta, isso tudo torna minha vida frágil, isso tudo me faz pensar em solidão.
Acabo em acreditar apenas no acaso.
Não vou desejar a quem não me deseja, não vou esperar pelo amor de alguém que não espera pelo meu, não vou tornar minha vida inútil, não quero me perder novamente no escuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário