segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Autópsia de um amor, parte 10, Eu confio em você

Confiar ou não confiar? Eis a questão.
Uma pessoa que está sempre desconfiada acaba virando neurótica, temos que escolher entre confiar ou não em uma pessoa, quando se trata de amor está é uma questão de uma amplitude muito importante. Se você não confia na pessoa amada, está ai um grande problema.
Para mim que nunca tinha encarado um amor tão forte e complexo, a confiança não tinha um papel importante. Essa questão deveria ser respondida com meus instintos, ao passar do tempo nossas confidencias necessitavam que houvesse de um nível alto de confiança, e como se já estivesse rascunhando em minha alma, meus instintos me mandavam confiar em Afrodite.
Talvez essa confiança em excesso pudesse me fazer fechar os olhos, e encarar tudo como perfeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário