quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Autopsia de um amor, parte 4, Eu vou te conquistar,

Então na noite seguinte antes do anoitecer eu já estava no msn, aflito, a espera de Afrodite, muitas outras pessoas queriam conversar comigo, mas nenhuma fazia a mim ter parte da felicidade que eu sentia por estar com Afrodite.
Já no inicio da madrugada, murcho como flor morta, imaginando o quanto mais teria que esperar para estar com ela novamente, ou se ela voltaria a me procurar, eu tinha como companhia uma garrafa de vinho¹, então para animar meu coração Afrodite me manda um “oi”, e como de relampejo surge um sorriso no meu rosto, antes mesmo que eu pudesse piscar eu já respondi com “oi meu bem”, então pensei “uffa, não sou tão difícil de esquecer”.
No meio da conversa surgiu a ideia de “pontos”, sempre que eu conquistasse um pouco o coração de Afrodite ganharia um ponto, e com uma quantidade pequena eu ganhava uma abraço, um pouco mais eu ganho beijo, e quanto mais pontos, mais abraços e beijos, e com uma quantidade muito alta eu ganharia coisas que valiam muito... bom podem imaginar do que se trata, mas claro que isso era apenas uma brindeira, que deixava mais emocionante nossas conversas, desejos, sonhos e fantasias.
Nossas conversas já falavam sobre beijos, abraços e amaços, mas estava muito difícil conseguir pontos para um único beijo, então fiz uma aposta, que eu poderia beija-lá sem tocar seus lábios, valendo R$ 100,00, Afrodite pensando na impossibilidade de eu ganhar a aposta² aceitou.
Afrodite mora muito longe de mim, e nossas diferenças culturais eram rapidamente notadas, e isso deixou tudo mais interessante.

Segue parte de nossas conversas:
Hades: Somos culturalmente somos incompatíveis
Afrodite: modesto vc né (referente a uma parte anterior da conversa)
Hades: então eh melhor terminar nosso amor nesse momento , antes q um de nós saia ferido
Afrodite: então tá td acabado, sei q vc vai chorar
Hades: sei que você vai chorar
Afrodite: e não volta atras chorando
Hades: mas isso logo passa
Afrodite: eu sei que vc não vive sem mim

Isso tudo foi dito em tom de brincadeira, porém pouco sabíamos que maior parte disso era realidade, eu realmente não viveria bem sem ela, e que se trevíssimos acabado aquele momento eu não teria saído ferido. Nota-se que pensavamos as mesmas coisas ao mesmo tempo, como se um completasse a frase do outro, muitas vezes escrevíamos a mesma coisa ao mesmo tempo, era muito engraçado.

¹Sim eu adoro vinho, e toma muito a uns 4 ou 5 meses atras.
²Para quem não entendeu, eu não queria ganhar a aposta, apenas tomar o beijo e depois pagar os R$100,00

Um comentário:

  1. Oi..
    tudo bem?
    ahh adorei seu blog..simplesmente perfeito!
    estou te seguindo ta?!^^
    Beijos e parabéns!

    ResponderExcluir