domingo, 29 de novembro de 2009

Autópsia de um amor, parte 8, Namoro virtual

Sinceramente lembro muito mais do dia que conheci Afrodite, do que do dia em que selamos nosso compromisso.
Teve um dia em especial que decidi que não poderia correr o risco de perder Afrodite. Foi então que a pedi em namoro, e para minha alegria ela aceitou.
Um namoro virtual pode parecer complicado, mas quando há amor, tudo fica mais simples.
Minha vontade era de conquistar Afrodite todos os dias, tanto que a pedia em namoro várias vezes na  mesma semana, acho que fazia isso para confirmar que ela realmente era minha.
A cada novo pedido, uma nova conquista, uma nova poesia que descrevia todo meu amor por ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário