segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Dor e amor



Devorou o amor como se fosse torta,
por tortura a própria vida,
colocou-se em moldura torta,

Murmurou seu nome,
suplicou “não me abandone”,
nem mesmo assim você o ouviu,

E tudo era do amor perfeito,
que mera ilusão,
encontrou-se um defeito,

Sim, não passava de quimera,
ora, ora, acredita no amor?
Não desista, entrega-te a ele,
ele ainda não foi embora,

Porém, novamente não se iluda,
o amor não acredita em ti,
não nasce flor na muda que já morreu,
nem tem cor, no cinza da tempestade que se deu,

Ficou amargurado, desdém do sentimento,
o retrato arremessado, não fez jus ao amor combinado,
Apenas o arco-íris se formou,
Mas nenhum tesouro se entrou,

A esperança foi a ultima que suplicou pelo  seu amor,
E só assim tudo se acabou,
o verdadeiro sentido, não foi omitido,
logo foi dito, que o amor, rima com dor,

3 comentários:

  1. Sim amor rima com dor ...Mas a dor é apenas o preço....
    bjus e obrigadu pela visita

    ResponderExcluir
  2. "não nasce flor na muda que já morreu,
    nem tem cor, no cinza da tempestade que se deu,"


    lembre-se que dependendo da luz que a pessoa emanar, após a tempestade, poderá ter um arco-íris...

    ^^

    ResponderExcluir
  3. Gostei da poesia!

    Obrigada pelo comentário;

    Bjss e volte sempre!

    ResponderExcluir