quarta-feira, 8 de julho de 2015

Na sobriedade do pecado










No medo da escuridão,


Por pecado, de ter visto um dia, ser por um minuto,


Estava lá, no alcance de um dedo,


Um dia foi, oque não quis ser,


Se tornou um pecado,






Viu além da neblina,


Leu nas entrelinhas um passado,


Quis por um lado, disse ser abalado por atos,


Atos seus de uma peça calada, sem atores,


Apenas sorriu, por que era vida real,


Não quis, mas era o final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário